Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Imortais

por Sakura, em 04.12.08
Hoje venho deixar um post dirigido a pais e filhos, maridos e mulheres, namorados e namoradas, em suma, uma reflexão para todos aqueles que amamos.
Um pouco na senda da nova rubrica do Blueberry Pancakes, uma música da Mafalda Veiga empurrou-me a vir aqui escrever: Imortais

Por mais que a vida nos agarre assim
Nos troque planos sem sequer pedir
Sem perguntar a que é que tem direito
Sem lhe importar o que nos faz sentir

Eu sei que ainda somos imortais
Se nos olhamos tão fundo de frente
Se o meu caminho for para onde vais
A encher de luz os meus lugares ausentes

É que eu quero-te tanto
Não saberia não te ter
É que eu quero-te tanto
É sempre mais do que eu te sei dizer
Mil vezes mais do que eu te sei dizer

Por mais que a vida nos agarre assim
Nos dê em troca do que nos roubou
Às vezes fogo e mar, loucura e chão
Às vezes só a cinza do que sobrou

Eu sei que ainda somos muito mais
Se nos olhamos tão fundo de frente
Se a minha vida for por onde vais
A encher de luz os meus lugares ausentes

É que eu quero-te tanto
Não saberia não te ter
É que eu quero-te tanto
É sempre mais do que eu sei te dizer
Mil vezes mais do que eu te sei dizer

Por vezes a vida parece nos roubar o chão debaixo dos pés, «vir, ver e vencer», sem sequer se «importar o que nos faz sentir»; quantas vezes já sentimos, numa fracção de segundo, tudo mudar? Talvez constantemente!...
Mas há algo que é imortal, algo que «Se nos olhamos tão fundo de frente» vem ao de cima: amor! Aquela ligação, aquele laço que nos aquece numa noite fria; aquela luz que enche os lugares ausentes da nossa alma. E este sentimento é mais do que qualquer um de nós sabe dizer: palavras são escassas para o demonstrarmos!
Nem podia ser de outra forma! Como traduziríamos este «não saberia não te ter»? Por palavras? Por gestos? Por olhares? Por tudo e nada: de todas estas formas juntas e nenhuma delas somente.
Eu digo: porque eu quero-te tanto! Quero-te tanto pai, mãe, irmão, irmã, quero-te tanto família... E é muito mais do que eu vos sei dizer!
Faço um apelo a todas as famílias, a todas as pessoas: digam que amam façam-no por gestos, por olhares, por escutar, por simplesmente estarem lá! Porque «quando a vida nos agarre assim/ nos troque planos sem sequer pedir», Eu sei que ainda somos muito mais, Mil vezes mais do que eu te sei dizer!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Quem é a Sakura?

O meu nome é Raquel Lemos. Sakura significa “Flor de Cerejeira” em japonês; escolhi-o pela sua sonoridade e pela beleza das flores de cerejeira. A ideia de criar um blogue nasceu da pergunta «E porque não?»; admito que não venho aqui muitas vezes para escrever... o Blackberry Pancakes funciona mais como uma terapia: pequenas ideias que vou deixando (que se não revolucionam o planeta, ao menos revolucionam o meu mundo!) Obrigada a todos!


Facebook


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D