Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Standing for...

por Sakura, em 26.01.07
Passado tanto tempo sem dar notícias no blog, voltei para escrever sobre um assunto que há algum tempo me tem andado no pensamento. Acho o tema interessante, mas não sei ( ainda!) como o desenvolver, vamos deixar a "pena correr" e ver no que dá...
Ando por aqui às voltas, às voltas e ainda não disse qual é o tema mistério... Pois bem, é a Organização Nações Unidas!
Surpreendidos?! Talvez seja melhor eu explicar o "porquê".
Uma das coisas que sempre me fascinou foi a capacidade humanitária dos seres humanos, a sua luta (muitas vezes constante) pela defesa dos direitos humanos. Toda a nossa História é povoada de episódios sobre a defesa dos direitos e a luta das sociedades por condições de vida dignas. Assumindo várias formas, a luta pelos direitos é algo permanente: seja na luta pela independência de um país, seja no combate pelo direito ao voto das mulheres, seja pelo direito das crianças ao acesso à educação, seja o que for.
Não sei qual é a vossa opinião, mas eu vejo isto como algo valioso no ser humano, a sua capacidade/coragem para lutar por aquilo que considera ser justo.
É neste contexto, e após duas guerras mundiais, que cerca de 51 países decidiram unir-se para criar um Organização que assegurasse a paz e a ordem mundial e que promovesse relações de solidariedade entre nações "pequenas e grandes". Nesta organização todos têm os mesmos direitos e estão em pé de igual (não há mais ou menos poderosos, todos têm o direito a ser ouvidos).
Independentemente do que outros possam pensar, eu acredito nesta Organização (e num futuro profissional sentir-me-ia bastante realizada se aí pudesse trabalhar) e é nela que reside a minha esperança de que o mundo avançará para ser um lugar melhor e mais justo. Não sou tão inocente ao ponto de achar que basta existir um organização como esta ou até que as Nações Unidas são completamente livres de desigualdade, mas o fundamento está lá, a esperança, a vontade reside nesta instituição.
Somos uma ínfima gota deste planeta azul, mas o nosso pouco esforço, pode ajudar a mudar ou a melhorar a vida de alguém que realmente necessite. Eu acredito que sou uma simples abelhinha nesta profusão de vida, mas também acredito que posso dar o meu contributo (por mais pequeno que seja) para tornar a colmeia um sitio com mais "mel"...
Por Favor! Não deixem de acreditar no lado humanitário da sociedade! Lutem por aquilo em que acreditam!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Quem é a Sakura?

O meu nome é Raquel Lemos. Sakura significa “Flor de Cerejeira” em japonês; escolhi-o pela sua sonoridade e pela beleza das flores de cerejeira. A ideia de criar um blogue nasceu da pergunta «E porque não?»; admito que não venho aqui muitas vezes para escrever... o Blackberry Pancakes funciona mais como uma terapia: pequenas ideias que vou deixando (que se não revolucionam o planeta, ao menos revolucionam o meu mundo!) Obrigada a todos!


Facebook


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D