Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A Cafeteira

por Sakura, em 05.11.13

O que vos vou contar aconteceu realmente.

 

Não sei se estão acostumados com o funcionamento das cafeteiras de café italianas como a da imagem. Pois bem, para quem não sabe, é suposto encher-se o reservatório de baixo com água, pôr a quantidade desejada de café no funil, enroscar tudo muito bem; colocar no lume; esperar que ferva e VOILÁ temos um maravilhoso café.

 

 

 Esta aqui que vos escreve lembrou-se de algo diferente.

Depois de jantar, pus-me a fazer café, para terminar a refeição em beleza. Esperei, esperei que o café fervesse - a cafeteira faz um barulho característico - e nada. "Mas isto nunca mais fica pronto?". Foi então que levantei a tampa para verificar.

 

Qual não é o meu espanto, quando café nem vê-lo e aquela pequena pega preta no topo começa a derreter. Parecia que tinha estado a queimar lacre... Por instantes o tempo parou e era eu a olhar estupefacta para a pega a deslizar lentamente!

 

-Sakura, tu puseste água na cafeteira?

Eu: -Claro que pus! Então porque não havia de pôr ág... Ai! Não! Esqueci-me!!!!

 

Pânico! Eu já só imaginava a cafeteira a explodir. Tentando não me queimar, o que estava a ser deverás difícil, pois a cafeteira tinha aquecido tanto que as pegas de pano estavam a deixar passar todo o calor, consegui pô-la debaixo de água fria.

 

A muito custo consegui abrir, deitei as borras para o lixo e deixei o metal a arrefecer, antes de este também ir parar ao lixo.

 

Apenas tinha virado as costas por instantes, quando começo a ver sair fumo do caixote o lixo! Fumo? Caixote do lixo? "Oh não! As borras!!". Pois é, caros amigos, as borras atingiram uma temperatura tal que começaram a incêndiar um papel que estava no caixote. Água para dentro do caixote.

 

Toda a cena parecia saída de um filme cómico: o caos naquela cozinha e as pessoas a tentar assimilar o que tinha acabado de acontecer! Eu não sabia se havia de rir ou de chorar...

 

Rescaldo: uma cafeiteira derretida, um saco do lixo com água e uma boa barrigada de riso!

 

 

 

 

[Créditos: aqui, aqui]

Autoria e outros dados (tags, etc)



Quem é a Sakura?

O meu nome é Raquel Lemos. Sakura significa “Flor de Cerejeira” em japonês; escolhi-o pela sua sonoridade e pela beleza das flores de cerejeira. A ideia de criar um blogue nasceu da pergunta «E porque não?»; admito que não venho aqui muitas vezes para escrever... o Blackberry Pancakes funciona mais como uma terapia: pequenas ideias que vou deixando (que se não revolucionam o planeta, ao menos revolucionam o meu mundo!) Obrigada a todos!


Facebook


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D