Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Palavras para quê?

por Sakura, em 24.11.06

Há uns dias atrás andava a vaguear por um blog que encontrei e, numa das suas postagens, o autor tinha decidido dissertar sobre as palavras... ao início não percebi bem onde é que aquilo ia dar, mas embarquei na leitura e cheguei ao fim totalmente embevecida com aquelas linhas!
Ele falava da magia das palavras, da sua capacidade de significar tanta coisa, sem deixar de ser a mesma palavra... referia ainda o facto de nós não possuirmos as palavras, apenas as dispomos alinhadas umas ao lado das outras na esperança de que elas façam sentido...
Foi um "post" excepcional, que demonstra grande capacidade de "dispor as palavras, alinhadas umas ao lado das outras".
Tenho andado a estudar Filosofia e num dos temas é dito que para pensar usamos as palavras, são elas que exprimem os nossos pensamentos e que estabelecem as ligações entre as nossas representações mentais. Se pararmos um pouco para pensar, chegamos à conclusão de que uma coisa tão simples, como uma palavra, pode ter uma magnitude tão grande.
Palavras... as palavras estão em todo o lado, em cada cantinho das nossas vidas e sem darmos por isso são, talvez, o nosso bem mais precioso! Com as palavras podemos dizer aquilo que pensamos, podemos exprimir aos outros os nossos "sorrisos", as nossas lágrimas, podemos envolvê-las em magia e mistério e criar coisas tão belas e tão sublimes...
O que seria de nós sem as palavras?
Não precisamos de ser génios para criar textos lindos (que "a crítica aplauda"). Basta deixar que sejam as palavras que nos guiem, basta dar-lhes espaço e admirá-las de coração aberto...
Basta amar as palavras...

Autoria e outros dados (tags, etc)



Quem é a Sakura?

O meu nome é Raquel Lemos. Sakura significa “Flor de Cerejeira” em japonês; escolhi-o pela sua sonoridade e pela beleza das flores de cerejeira. A ideia de criar um blogue nasceu da pergunta «E porque não?»; admito que não venho aqui muitas vezes para escrever... o Blackberry Pancakes funciona mais como uma terapia: pequenas ideias que vou deixando (que se não revolucionam o planeta, ao menos revolucionam o meu mundo!) Obrigada a todos!


Facebook


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D